Já se questionou por que existem pessoas que têm imenso talento para desenhar mas
quando chega a hora de fazer contas já não são tão talentosas?
Ou por que é alguém que é capaz de compreender equações complexas não consegue
escrever um texto corrido com facilidade?
É tudo uma questão de qual o lado do cérebro é dominante: o esquerdo ou o direito.
O cérebro humano é dividido em dois lobos, chamados pelos leigos de “cérebro
esquerdo” e “cérebro direito”. Cada parte do cérebro é responsável por várias ações e
respostas físicas e cognitivas.
Ao longo dos anos, muitas teorias foram desenvolvidas afirmando que cada um dos
lados “pensa” de forma diferente, e o processamento das informações recebidas estão
relacionados com o lado do cérebro que domina.
As cartas das ferramentas Points of You® são uma parte vital do que o torna – um jogo
que estimula os nossos dois lobos cerebrais. Este jogo é composto por cartas
associativas que dão aos participantes liberdade absoluta para moldar o jogo como
quiserem, encorajando-os assim a desenvolver uma abordagem independente e
criativa para as suas vidas. Um tópico é apresentado em cada carta usando uma
palavra e uma foto concreta da vida real. A combinação entre os dois não é
necessariamente óbvia e às vezes até cria dissonância deliberada.
Cada foto é cuidadosamente selecionada com o único objetivo de apresentar o tema
usando uma imagem que normalmente não está associada ao tópico, a fim de ativar
de forma otimizada nosso espectro de pensamentos e sentimentos.

Foto do Jogo The Coaching Game

Lado direito do cérebro
Aqueles que confiam no lado direito do cérebro tendem a ser mais intuitivos e ter uma
imaginação mais desenvolvida, são mais criativos, associativos e visuais. Estão mais
sintonizados com suas emoções e seus sentimentos. Este lado é o menos evoluído na
maioria de nós. As fotos apelam diretamente às nossas intuições e sentimentos e,
ocasionalmente, até contornam o pensamento racional, que filtra o que preferimos
manter à distância. Esta qualidade, considerada característica das imagens, permite-
lhes evocar reações que temos dificuldade em expressar com palavras – dando-lhes
assim uma qualidade mágica e projetiva.
Assim como as obras de arte que afetam o observador apenas por vê-las ou os sonhos
que ainda lembramos pela manhã mas achamos difícil descrever em palavras, assim é
a nossa conexão com as imagens a um nível emocional inconsciente. A foto aborda o
lado direito do cérebro: o lado feminino, criativo, intuitivo, associativo e visual. Esse
lado está ligado ao “espírito”, o lado que para a maioria de nós é menos desenvolvido.
Portanto, as associações evocadas a partir das imagens estão principalmente ligadas
aos sentimentos.

Lado esquerdo do cérebro
Quando domina o cérebro esquerdo tendemos a ser mais lógicos no pensamento, mais
estruturados e organizados, definir prioridades com facilidade e envolvermo-nos em
pensamento, leitura, escrita e lógica. O problema é que geralmente o “gerente”, lado
esquerdo, ofusca o “criador”, ou o lado direito. A palavra representa o pensamento
lógico-analítico que foi e ainda é considerado tradicionalmente o modo masculino de
pensar, com o cérebro esquerdo sendo o responsável. A palavra refere-se ao lado
esquerdo do cérebro, o lado que usamos 85% do tempo e que é responsável por
atividades como pensar, ler, escrever e lógica. É o lado masculino, que organiza, gere,
cataloga e define prioridades. Para a maioria de nos, este é o lado mais desenvolvido
do cérebro.

Foto do Jogo Faces

Conectando os 2 lados do cérebro
No entanto, a integração dos dois lados permite-nos ver o mundo num novo ponto de
vista: uma espécie de fertilização cruzada que leva ao nascimento de novos pontos de
vista. Mesmo as associações evocadas por algumas palavras tem origem na mesma
“caixa minúscula” onde armazenamos as palavras e seus significados. Combinar uma
foto com uma palavra atrai tanto o hemisfério esquerdo quanto o direito do cérebro.
Esta estimulação simultânea cria um fenômeno extraordinário: o nosso racional e o
nosso intuitivo, as respostas funcionam em conjunto, fundindo e criando novas
associações. A combinação entre as qualidades consideradas femininas e qualidades
consideradas masculinas, quando unidas, criam um todo harmonioso.
“A integração da imagem com a palavra dirige-se aos lobos esquerdo e direito do
cérebro. Este estímulo simultâneo cria um fenômeno extraordinário: tudo de uma
vez, a nossa reação racional e a nossa reação intuitiva são ativadas, combinando-se
para criar uma associação. ” Waltraud Kirschke (1999) Secrets of the Peeling

You have Successfully Subscribed!