Cérebro nutrido, cérebro poderoso

Uma boa alimentação não só afeta o nosso bem-estar físico, mas também a nossa saúde mental. Alguma vez já se sentiu inspirado ou excessivamente otimista depois de consumir uma refeição saudável? Ou já se sentiu cansado e lento depois de comer uma refeição rica em gorduras?

Vários novos estudos confirmam que isto não é uma casualidade. Manter uma dieta alimentar saudável é a base para garantir que o seu corpo recebe os nutrientes de que necessita. O seu corpo, energia e emoções sofrem o impacto daquilo que ingere:

Cérebro Poderoso


O cérebro precisa de nutrientes para funcionar todos os dias, daí a frase “alimento para o cérebro”. A Drª. Marla Friedman, Ph.D. fala da forte ligação entre nutrição e saúde mental. Sugere que a depressão, ansiedade, transtorno de humor, insônia e outros fatores podem estar ligados a saúde nutricional e melhorar em última análise, com uma dieta adequada. A saúde do nosso cérebro afeta cada decisão que tomamos, melhora a memória, o foco, a concentração e inclusivé o seu humor.

Desejos Impulsionadores

Haverá alguma razão para desejarmos determinados alimentos com base no nosso estado de espírito? Muitos de nós comemos com os “sentimentos”, e de acordo com um professor de Marketing da universidade de Delaware, tendemos a desejar alimentos pouco sadáveis quando estamos de “mau humor” ou em estados emocionais negativos pois os componentes desses alimentos tendem a produzir metabolicamente uma ilusória sensação do bem estar que desejamos.
O Dr. Leigh Gibson, professor de psicologia na Universidade de Roehamp, também encontrou ligações entre saúde mental e saúde nutricional nos seus estudos. A pesquisa do Dr. Gibson revelou que as pessoas que estão focados no futuro e tem pensamento positivo fazem escolhas mais saudáveis​​.

O nosso corpo tem memória célula e tende a desejar mais do que lhe dá-mos. Se comemos doces ele pede mais doces mas se comermos frutas e vegetais ele pede mais frutas e vegetais.

Mentes Felizes

Vários pesquisadores estão agora efetuando estudos para saber mais sobre como a nutrição afeta o bem-estar psicológico. Michael Berk, professor de psiquiatria na Escola de Medicina da Universidade de Deakin, na Austrália, conduziu um estudo que descobriu que constam “menores taxas de depressão, ansiedade e transtorno bipolar entre os que consumiram uma dieta tradicional de legumes e alimentos não processados do que entre as pessoas que seguiram uma dieta pesada ocidental moderna com alimentos processados e rápidos.”

Ter uma dieta baseada em alimentos cheio de frutas frescas e vegetais é a melhor coisa que você pode fazer para garantir uma boa saúde, tanto física como mentalmente. Há muitas maneiras de manter uma boa saúde, e recentemente descobri uma opção que recomendo a todos os que valorizam a sua qualidade de vida e saúde emocional – Juice Plus + (para saber mais ou participar num dos nossos Masters para a vida gratuitos contacte juiceplus.goteam@gmail.com )

Termino com algumas perguntas que o vão ajudar a nutrir desde já e de forma saudável o seu cérebro:

  • 
Como se sente depois de uma temporada a comer saudável? (desafio imediato para um prazer a longo prazo de uma mudança de hábitos)
  • Quanto tempo garante o estado emocional de uma refeição pouco saudável? (prazer imediato de curta duração com desafios a longo prazo)
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *