grandes objetivos conquistam-se com pequenas etapas

Os seus grandes objetivos conquistam-se com pequenas etapas

Quantas vezes, já definiu grandes objetivos que ao fim de algum tempo o faziam sentir mais frustrado do que motivado?

Quantas vezes essas ambições resultaram num falhanço?

Quantas vezes olhou para o destino que pretendia alcançar (esse grande objetivo) e pensou:

  • nunca mais lá vou chegar?
  • isto parece-me grande demais?
  • estou tão longe do sítio que desejo?

Definir objetivos é uma arte: se as nossas metas são pequenas demais, pode reduzir a motivação e mesmo quando conquistados parece “coisas pouca”. É como subir a um pequeno monte para encontrarmos à nossa frente uma grande montanha

Se as nossas metas são grandes demais, até podemos sentir aquela adrenalina e entusiasmo iniciais mas quando “olhamos para o fundo do túnel” nem sempre vemos a luz. Isto pode aumentar a descrença e o desânimo. Desistir fica mais fácil que prosseguir.

Por isso é importante saber gerir as nossas expectativas, sem abandonar os nossos sonhos.

O segredo para alcançar grandes objetivos é dividi-los em pequenas etapas!

Alcance grandes objectivos com 3 métodos

Alcance os seus grandes objetivos em 3 métodos

E se houvesse um método mais efetivo de desenhar estas etapas e tornar os nossos objetivos mais viáveis e simples de cumprir?

Tenho excelentes notícias: não temos um mas sim 3 métodos que pode começar a aplicar de imediato:

  1. Gerir objetivos pelo tempo
  2. Gerir objetivos pela quantidade
  3. Gerir objetivos pelas tarefas

Vamos descobrir um pouco mais sobre cada um deles.

1. Gestão temporal do objetivo

O tempo que investe numa base regular para alcançar a sua meta facilita a sua conquistar.

Costumo perguntar no final de uma sessão de coaching aos meus clientes: “Qual é o mínimo de tempo que consegue investir todos os dias com consistência para a execução das suas tarefas?”

Imagine que quer perder 20 kg em 6 meses. Pode praticar todos os dias 30 minutos de caminhada. É certo que, por si só, não vai fazer com que perca 20 kg mas é uma etapa facilitadora. Faz parte de todo o processo.

Imagine que tem uma lista de tarefas profissionais pendentes que ocupam uma página A4 frente e verso. Todos os dias vai investir 10 minutos, antes de começar o trabalho, para fazer uma lista de prioridades a realizar nesse dia. Não vai eliminar todas as tarefas pendentes mas vai reduzi-la.

Dica para aplicar

Há mais de um ano que introduzi nos meus rituais o desafio de 30 minutos dia para ser uma pessoa melhor. São 30 minutos não negociáveis em que me dedico a fazer exercícios para o meu crescimento pessoal e planear as minhas tarefas e metas – o resultado é incrivelmente positivo.

2. Gestão quantitativa do objetivo

Divida o objetivo em pequenos troços e vá conquistando gradualmente a aproximação ao resultado final.

Imagine que quer começar a ler um livro por mês ou que decidiu escrever um livro de 300 páginas. A ideia é investir uma parcela diária do seu tempo e garantir que todos os dias cumpre uma etapa que ajude a materializar progressos em relação aos grandes objectivos que vai encontrar no final.

Todos os dias antes de dormir leia, no mínimo, uma página do livro (de certa forma até é uma maneira de “saborear a leitura”). Todos os dias escreva uma página do livro (não vai ficar pronto de um dia para o outro mas diria que está no bom caminho).

Recentemente conheci um senhor alemão que queria aprender inglês e usava uma aplicação no telemóvel para aprender diariamente 10 palavras novas… Assim, pouco a pouco, estava a dominar a língua de Shakespeare.

Dica para aplicar

Faça uma lista de alguns dos objetivos que acredita não estar a conseguir trabalhar, dado serem grandes objectivos. Agora observe-os e defina uma quantidade diária ou semanal para dedicar a cada um deles.

Faça um gestão de grandes objetivos dividindo-os por tarefas

3. Gestão de tarefas por objetivo

A ideia desta técnica é, perante um macro objetivo, definir os micro objetivos e as ações específicas para cada um deles.

Imagine que quer criar um projeto novo para a sua empresa. Algo que nunca fez antes. Faça uma lista de tudo o que precisa, usando algumas das questões de coaching para refletir:

  • O que posso começar já a fazer? Qual pode ser o meu primeiro passo?
  • O que preciso fazer mais para além disto?

Outra técnica de coaching que pode usar é a de definição invertida de ações.

Consiste em começar pelo final (o seu objetivo) e ir sistematicamente perguntando:

  • Para que o meu objetivo se concretize nesta data, o que preciso fazer imediatamente antes?
  • E antes disto que passo tenho que dar?

E assim sucessivamente até chegar ao momento presente, ficando assim com uma lista cronológica das várias tarefas a implementar.

Dica para aplicar

Escolha um objetivo importante para si e estipule em quantas etapas o quer materializar. Faça as perguntas de coaching para garantir que desenha o seu plano de ação. Afixe-o num sítio visível ou transponha para a sua agenda as tarefas, etapa a etapa. Agora arregace as mangas para fazer acontecer.

Conclusão

Ter grandes objetivos é importante mas lembre-se que “se uma meta não é alcançável, não há esperança; e se não é desafiante, não há motivação”.

Aplique estas técnicas e partilhe connosco os seus exemplos, gostamos de nos inspirar com as conquistas dos objetivos dos nossos clientes.

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Promover o que todas as equipas e organizações desejam. Uma cultura focada numa energia coletiva de sucesso e felicidade, desenvolvida passo a passo de forma segura. […]

Deixe uma resposta

Quer juntar-se ao debate?
Esteja à vontade para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *