pecados mentais da felicidade

Os 7 pecados mentais da felicidade

Não será a Felicidade aquilo que todos nós procuramos? Será a Felicidade igual para todos? O que pode estar a impedir-nos de vivenciar mais momentos Felizes? Estamos a cometer um ou mais dos 7 pecados mentais da Felicidade?

Antes, deixem-me contar uma pequena história…

Num mês com alguns imprevistos alguém me dizia: “Coitada, estás sempre a ter azares!” ao que respondi “Depende….se isto não tivesse acontecido, não estaria a fazer um curso online super interessante, não teria descansado e não estaria agora aqui a usufruir da tua companhia ☺”.

Na vida tudo é relativo e sempre comparável com algo melhor ou pior.

A felicidade também é relativa mas alguns dos nossos comportamentos e pensamentos podem estar na origem de um reduzir dos nossos níveis de felicidade.

Com quais destes pecados mentais da felicidade se identifica?

1 – Desvalorizar a Felicidade

Já alguma vez sacrificou aquilo que o faz feliz em prol de outros factores?

A maior parte das pessoas com quem trabalho sabem o que as faz felizes. Contudo nem sempre conseguem gerir o tempo e as escolhas no sentido de garantir a presença desses estímulos de forma continuada nas suas vidas.

2 – Crenças de Superioridade

Já alguma vez sentiu que para ser feliz tem que ser superior em algo?

A auto superação é positiva e ajuda-nos a ter foco em metas. Em obter aquela sensação agradável e motivacional da conquista. Contudo quando a meta que definimos é demasiado elevada, pode ter o efeito reverso e criar frustração e insatisfação permanente.

Outro grande erro é acreditarmos que temos que ser melhor que alguém com quem nos comparamos. Se todos os dias se focar em ser mais e melhor do que o que era no dia anterior, ai sim estará no bom caminho…

3 – Ser ou não ser desejado

Todos queremos fazer parte de relações saudáveis, mas estará a expressá-lo da melhor forma?

Temos dois poderosos métodos para nos conectarmos com os outros: o método positivo e o método negativo. Algumas pessoas usam a lamentação, a vitimização, as fragilidades e os problemas para aceder à atenção dos outros (método negativo). Outras usam a partilha de estados positivos, a sua alegria de viver, a sua capacidade de influenciar positivamente e o otimismo (método positivo). Sabendo que ambos funcionam qual acha que deve escolher?

Está a desvalorizar a sua felicidade?

Está a desvalorizar a sua felicidade e a deixar-se enredar num ou mais dos pecados mentais da felicidade?

4 – Querer controlar

Já reparou que os seus níveis de felicidade descem quando quer controlar os outros, as circunstâncias, etc?

Quando o nosso foco esta naquilo que controlamos é incrível o retorno que podemos obter da ação que implementamos. Quando o nosso foco está no que não controlamos (ex. odeio dias de chuva e chove durante uma semana) fica difícil mantermos um estado de felicidade. A sensação de fugacidade e impotência apoderam-se das nossas emoções.

5 – Desconfiar dos outros

Quando olha para os outros vê mais defeitos ou qualidades?

Foque-se de igual forma nas qualidades e pontos fracos de quem o rodeia; sempre que encontrar um “defeito” esforce-se por procurar 2 ou 3 qualidades e só depois avance para a interação… Faz toda a diferença na forma como se vai sentir e como agir perante o outro.

6 – Desconfiar da vida

Quando olha para o copo, vê o meio cheio ou meio vazio?

A forma como olhamos para a vida pode ser diferenciadora. Como acha que se sente uma pessoa que apenas vê o copo meio vazio (o que não tem, o que esta mal, as dificuldades, os desafios) e como acha que vê a mesma vida aquela pessoa que vê o copo meio cheio (o que tem, o que esta bem, as oportunidades, as conquistas)?

Na realidade interessante mesmo é ver o copo no seu todo e usar a força do meio cheio para intervir no meio vazio.

7 – Ignorar o seu poder Interior

Quantas vezes consegue focar a sua atenção em algo escolhido por si sem julgar?

 

Quais destes pecados mentais cometeu hoje?

Quais destes pecados mentais da felicidade acredita que interferem mais na sua felicidade? Já agora, no mundo em seu redor quantas vezes vê estes pecados a virem a tona na vida das outras pessoas?

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se ao debate?
Esteja à vontade para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *